Product manager: descubra as principais tendências desta profissão

Por o 30 Abril 2019

No mercado atual, várias são as profissões que têm perdido relevância. Umas dissiparam-se por completo, outras viram alteradas as suas dinâmicas de trabalho. No entanto, a importância de algumas delas cresceu bastante e estas profissões tornaram-se mesmo indispensáveis para o sucesso de um negócio. É o caso do product manager ou, em Português, o gestor de produto.

 

 

O que é um product manager?

Muitas vezes erradamente confundido com um project manager (gestor de projeto), este cargo é atualmente um dos mais importantes para as empresas.

As funções de um product manager não são fáceis de definir, pois variam consoante a organização em que está inserido e o tipo de produtos com que terá de lidar. As suas tarefas podem passar pela realização de diagnósticos de marketing, de análises ao mercado, à concorrência – benchmarking – e ao contexto interno da organização. Além disso, tem de assegurar a rentabilidade do produto e de todas as ações futuras que lhe estão inerentes. Todos estes pontos são apoiados através da implementação e monitorização de um plano de ação.

Na prática, o gestor de produto trabalha na intersecção de três áreas distintas numa empresa: negócios, tecnologia e  UX, a experiência do utilizador. Este cargo tem de assegurar que tudo o que foi idealizado para o produto é executado, tendo que tomar as decisões mais acertadas para o sucesso do mesmo.

 

O mais célebre product manager da história foi Steve Jobs.

 

As tendências do product management para 2019

Inicialmente, o papel de um gestor de produto era difícil de categorizar e até de inserir nas práticas modernas. Os profissionais de gestão de produto não possuíam impacto suficiente numa empresa e na sua estratégia, pelo que não tinham as ferramentas e recursos necessários para fazer o seu trabalho da melhor forma.

Contudo, de acordo com um relatório de 2019, o panorama alterou-se: existiram alterações nas tendências que sublinham a maturação de um campo que está cada vez mais avançado e que é praticado com base nos melhores procedimentos.

Abaixo, explicamos as duas tendências mais notáveis que irão definir a gestão de produto para o futuro.

  • Experienciar o produto é cada vez mais importante: Em 2015, a experimentação contínua era mais uma ambição do que uma atividade diária. À medida que esta área de atuação foi ganhando terreno, reconheceram-se os benefícios do trabalho centrado no cliente. Ainda assim, é necessário um maior contacto com o público: os gestores de produtos afirmam que o feedback direto dos consumidores é a melhor fonte para novas ideias. Contudo, apesar de atualmente existir uma maior recolha desses comentários, 86% dos product managers indicam que não passam tempo suficiente com experiências de produtos.

  • O crescente papel estratégico da gestão de produto: Ao longo dos anos, o gestor de produto passou de um cargo essencialmente tático, baseado em projetos, para um mais estratégico. De acordo com o relatório mencionado anteriormente, 89% dos product managers são responsáveis pela definição de um mapa de ações e 80% implementam estratégias diariamente.

 

A evolução da gestão de produto

Os estudos recentes apontam para um campo mais unificado, baseado em melhores práticas e mais estratégico. Atualmente, existem cada vez mais conferências, recursos e ferramentas que auxiliam os product managers a aplicar as melhores ações. Uma área de atuação outrora incompreendida, é, neste momento, recheada de oportunidades para aprender, fazer networking e trabalhar de forma mais inteligente.

Para saber mais sobre este tema, recomendamos a formação CEGOC Product manager

/5 - Voir tous les avis

Outra publicação do mesmo tema

Deixe um comentário

Avatar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva o Blog

For security reasons, JavaScript and Cookies must be enable in your browser to subscribe